Skip to main content

Posts

Showing posts with the label Manaus
Puerto Ordaz - Caos total nos transportes aéreo e rodoviário da Venezuela. Para variar, a alta temporada gera fluxos de turismo interno em todos os sentidos e enche os hoteis de todo o país. Santa Elena e todo o Parque Canaima foram invadidos por carros off-road, máquinas possantes que bebem gasolina desarvoradamente e provocam desabastecimento e racionamento.

A confusao é aumentada com mochileiros de diversos países e milhares de brasileiros que sobem com seus carros de Manaus e Boa Vista. Todos sofrem com a falta de hotel, dificuldades com a língua e a comida e a falta de hospedagem, mas vale tudo para chegar ao Caribe e aproveitar as praias e precos baixos do verao mais intenso da recente história venezuelana.

Consigo evitar toda essa confusao com as ferramentas típicas de brazuelano acostumado as vicissitudes locais - nessas horas ter família aqui é fundamental. Mesmo assim, é preciso correr em pleno domingo (dia sagrado por aqui) pela cidade para trocar dólares e comprar passagen…
Manaus - Defensores de direitos humanos em todo o mundo choram por Mandela, mas só quem foi jogado à margem da vida social ou pertencia à etnia dominante e não podia dizer nada, sabe o que significa seu legado.
Manaus - Os professores da UFAM estão firmes em relação à greve. Aqui, como em todos os estados, um punhado de pelegos financiados pelo MEC distribui informação falsa sobre o fim da greve, mas não há nada parecido no horizonte.  

Pelo contrário, o abandono (depois negado em entrevistas) das negociações deixa o governo em situação vexatória. Após quase 80 dias de tergiversação, o governo do "Partido dos Tra  balhadores" ameaça de forma totalitária um movimento sindical legítimo.   O ANDES Sindicato Nacional é uma instituição absolutamente democrática. Todas as decisões são tomadas pela base. Acreditamos em educação de qualidade.

Nossa luta não é apenas por salários como o governo e a mídia pregam. É pela recuperação da universidade brasileira. Precisamos decidir agora se queremos mudar o Brasil para melhor ou não.   Aqui em Manaus, os colegas da UFAM decidiram encarar esse desafio. Daqui em diante, se é radicalismo que o governo quer, faremos a sua vontade.
Manaus - Ao interromper as negociações e ameaçar corte de salários dos docentes federais em greve, o governo (o poder é doce e estupefaciente) posiciona a bota no pescoço dos professores. Vergonha é pouco.
Manaus - Flavio Fachel: "O excesso de conteúdo atropela o jornalismo". De acordo. Mas o que me preocupa - enquanto consumidor e professor de jornalismo - é a falta de conteúdo, o que, no meu Estado, é a crise mais flagrante. Matérias de cunho institucional, fornecidas por assessorias abastecem todos os veículos. A crise é de pauta. Ou seja, de imaginação e de credibilidade. Comparar a imprensa de Roraima com a do Amazonas é covardia.

Seminário de Jornalismo da Amazônia

Manaus - Com um grupo de alunos da UFRR, chego a Manaus para o Seminário de Jornalismo da Amazônia. Mais do mesmo regional para quem já conhece o babado. Mas uma novidade irresistível para os estudantes, que encontram seus ídolos da reportagem na Rede Globo.
Manaus - A economia da Grécia está em frangalhos, mas o basquete vai muito bem. Enquanto na Eurozona a confusão impera, Panatinaikos e Olimpiakos estäo nas semifinais da Euroliga contra os russos do CSKA e os catalães do Barcelona.

Nesse país lugar melhor não há

Manaus - Depois de doze horas de ônibus por uma BR-174 esburacada como a Lua, chegamos alquebrados a Manaus para aguardar, por mais três horas a saída do voo que levará a Brasília a equipe de delegados da I Conferência Nacional de Comunicação. A organização da Confecom simplesmente não reservou passagens para os delegados eleitos por Roraima.

A empresa responsável pela aquisição das passagens alega não ter comprado os bilhetes a tempo por causa de voos lotados. Porém descobrimos, aqui, que as passagens foram obtidas por preços promocionais. O que considerávamos ser apenas incompetência e falta de programação na verdade era um corte de custos para maior rendimento no contrato licitado com o Governo Federal. Com isso, uma agência de viagens ganha seu quinhão e um grupo de pessoas é sacrificado nas estradas amazônicas. Um mau começo, mas ainda dá tempo de protestar contra o Arruda.

Grão-Pará

Manaus - Nos próximo dias este blog será atualizado de Belém, capital do estado do Pará, onde integro a comissão avaliadora da Expocom, concurso que revela projetos experimentais (jornal impresso, programa de rádio, video-documentário, blog, etc) em Comunicação Social de toda a Amazônia Legal (Roraima, Acre, Rondônia, Amazonas, Amapá, Pará, Tocantins e Maranhão), maior região do País em área, mas a pior em índices de educação. Por aqui o profissionalismo ainda engatinha, tentando vencer obstáculos como as concessões políticas de emissoras de rádio e de TV e a pouca valorização dos profissionais com nível superior. Ser jornalista, publicitário ou relações públicas aqui no norte não é fácil. Além de lutar contra a falta de oportunidades de ensino, depois de formados os comunicólogos precisam disputar o mercado com gente inabilitada, mas apadrinhada por quem não tem interesse no seu aprimoramento profissional. A maioria do mercado ainda é composta por gente sem formação específica. A pu…

Busca Vida

Boa Vista - Quem chega do Sudeste do Brasil pode se surpreender com este lugar. A cidade é plana, de ruas largas e limpas. De dia é bonita, verde e quente. À noite, a iluminação reproduz o dia. Tem praças e áreas verdes exageradamente. O trânsito é mínimo, as ruas bem sinalizadas. Se um pedestre pisa a faixa, todos os carros param e esperam que ele alcance a calçada. A cidade tem universidade indígena e culinária idem. Tem franquias de fast food, mas continua com o mesmo único cinema. Boa Vista é um balneário permanente, com rios limpos e muitas praias. Em seis anos este blog foi atualizado de diversas cidades pelo Brasil. Cada uma ensinou um tanto sobre a humanidade e sobre a urbe. Ao escolher Boa Vista (250 mil habitantes) para viver, optamos por qualidade de vida, churrascos e filmes. PS: A internet, claro, é discadaPS: A internet, claro,é discada

In the jungle

Manaus - Vivo um
inesperado caso
de amor com
esta cidade, como se
a antipatia do passado
fosse lavada com
a chuva fina.
Estamos ficando.

Ajude

São Paulo - Fiquei sabendo de uma história muito louca, uma situação urgente.

Em Manaus, uma menina de três meses de idade sofre de uma doença rara e precisa trocar todo o sangue, numa cirurgia que só pode ser feita no Hospital Beneficência Portuguesa.

Situações como essa, na Amazônia, são relativamente fáceis de resolver em ano eleitoral não fosse um pequeno detalhe: a mãe e a avó da menina são Testemunhas de Jeová e não admitem intervenções cirúrgicas na criança, por questões religiosas.

Embora parte da família tenha usado uma série de argumentos, inclusive que, se Deus criou o homem e lhe concedeu poder para curar os doentes, logo aceitaria auxílio da Medicina para resolver este caso, não adiantou.

Há uma única oportunidade de fazer a cirurgia: com a autorização do pai, que é separado da mãe, mas mora no andar de cima da mesma casa, no bairro da Compensa, na periferia de Manaus. A questão é delicada mas acho que esse assunto não pertence apenas à família. Uma vida está em risco. Algu…

Tudoaomesmotempoagora

São Paulo - O que estive fazendo, para não atualizar o blog? Seu Walmor, avô da Andréa, morreu. Reencontro meu filho depois de três semanas (ele em Rondônia, eu no Rio Grande do Sul). Fui a Roraima, onde fiquei cinico dias, desconhecendo amigos e paisagens, passeando de barco pelo rio Branco, revendo Nagisa, despedindo-me dela, de minha mãe, tomando um ônibus e conversando com senhora evangélica que acredita que todas as bandas de rock firmam contratos com o demônio, descolando quem se dispusesse a viajar de Presidente Figueiredo (AM) a Manaus de táxi, chegando em cima da hora, pegando vôos pinga-pinga por toda a Amazônia, voltando para São Paulo, revendo Liu e Andréa e a USP e o pessoal da OAB-SP para quem faço uns frilas, voltando ao normal, descomprimindo, aterrissando, slow, slow, slow.