quarta-feira, 24 de junho de 2009

Acabou chorare

Boa Vista - Passada a perplexidade, não com a desregulamentação, que pouco afeta a vida de quem já atua na área, mas com a falta de tino do STF sobre critérios para exercer a profissão, resta sacudir a poeira, pegar os limões que a vida oferece e pensar numa agenda positiva.

A probabilidade de gente de outras áreas ingressar no jornalismo é grande, mas com a desvantagem de ignorar ações mais complexas que elaborar um texto ou fazer uma passagem diante da câmera.

Outro detalhe: a miríade de funcionários públicos, donas de casa e patricinhas exibicionistas que buscam o curso para aumentar o salário, imitar Ana Maria Braga e entrevistar "selebridades" vai ser reduzida. Assim, poderão começar seu próprio programa em estúdio caseiro e não incomodarão aos professores perguntando o que é Unesco.

Quem é competente continuará no mercado, com ou sem curso de jornalismo. Empresas sérias continuarão a ser empresas sérias. As outras são as outras e só.

sexta-feira, 19 de junho de 2009

Céu de Brigadeiro

Porto Velho - O penúltimo dia do Intercom Norte foi eivado de acontecimentos fortuitos, como pneus furados e atrasos de alunos espalhados pelo Norte do Brasil. Ainda assim, na segunda tarde de apresentações da Expocom, tudo correu bem.

Gilmar mente

Porto Velho - “A formação específica em cursos de jornalismo não é meio idôneo para evitar eventuais riscos à coletividade ou danos a terceiros.” (Gilmar Mendes)

A estapafúrdia frase do presidente do do STF ignora que a formação em Direito causa mais danos à coletividade que o jornalismo. Quem nunca teve problemas com um advogado que atire a primeira impressora.

A decisão de tornar o jornalismo atividade qualquer é inaceitável.

Como o brasileiro é assaz manso, é provável que não mova palha para exigir uma imprensa de qualidade, calcada em princípios éticos, morais, científicos e intelectuais. Princípios que ministros revanchistas e ignorantes (tá, eles podem entender de leis e bravatas, mas o que sabem de Teorias da Comunicação?)desconhecem.

Salta aos olhos a monocórdica voz de Gilmar Mendes, aquele da farra das passagens e cuja esposa Guiomar é secretária do TSE - nepotismo, portanto - afirmando balelas sobre a liberdade de expressão, quando na verdade acaba com ela.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Justiça tardia e falha

Perplexos e indignados os jornalistas brasileiros enfrentam neste momento uma das piores situações da história da profissão no Brasil. Contrariando todas as expectativas da categoria e a opinião de grande parte da sociedade, o Supremo Tribunal Federal (STF), por maioria, acatou, nesta quarta-feira (17/6), o voto do ministro Gilmar Mendes considerando inconstitucional o inciso V do art. 4º do Decreto-Lei 972 de 1969 que fixava a exigência do diploma de curso superior para o exercício da profissão de jornalista. Outros sete ministros acompanharam o voto do relator. Perde a categoria dos jornalistas e perdem também os 180 milhões de brasileiros, que não podem prescindir da informação de qualidade para o exercício de sua cidadania. A decisão é um retrocesso institucional e acentua um vergonhoso atrelamento das recentes posições do STF aos interesses da elite brasileira.

Leia mais aqui

Posto

O Jornalismo está morto.
Viva o Jornalismo.

Imprensa

Porto Velho - A decisão de derrubar o diploma de jornalista prova que a atual composição do STF rende-se fácil aos encantos da mídia média. Pena que eles não derrubem o diploma de advogado, categoria profissional que atua baseada em códigos e pode, facilmente, ser substituída por um software.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Expocom

Porto Velho - Desde 2008 coordeno a Exposição de Projetos Experimentais em Comunicação (Expocom Norte), atividade que terei nos próximos dois anos em outras capitais amazônicas.

A Expocom é uma mostra de trabalhos de alunos de graduação de todas as áreas da Comunicação (Jornalismo, Audiovisual, Relações Públicas, Publicidade, Áreas emergentes). É o momento em que se descobre talentos nos campos das ciências e das artes.

Filmes experimentais, documentários, campanhas publicitárias, conscientização ambiental, revistas, mostras fotográficas, jornais-laboratório, programas de rádio, design de embalagens e uma miríade de outras produções podem ser vistas na exposição, que acontece na tarde de amanhã (18) e na manhã de sexta-feira (19) em Porto Velho.

É na Expocom que são revelados talentos acadêmicos e artísticos. Dali podem sair professores, pesquisadores, cineastas e o escambau. Porque o escambau, sabemos bem, está em toda parte.

O Intercom em Rondônia

Porto Velho - Começa amanhã o Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação (Intercom) em Porto Velho (RO). Esta é a oitava edição do evento na sua versão regional e acontece pela primeira vez em Rondônia. Em 2008 aconteceu, também pela primeira vez, em Boa Vista (RR).

O congresso é promovido pela Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares de Comunicação, um pool de pesquisadores de diversas áreas do conhecimento, que ao longo dos últimos 30 anos tem produzido o que há de mais avançado em estudos de comunicação e áreas afins em plagas sulamericanas. Há debates, colóquios, palestras, painéis, música, cultura e o escambau (o escambau sempre aparece).

Polititica

Brasília - No Irã, um conhecido amigo de Hugo Chávez foi reeleito (sinal dos tempos?) para mais um mandato. Ahmadinejad não ganhou fácil. A oposição parece que não vai retaliar, num impreciso exame da democracia dos aiatolás. Mas protestos velados começam a surgir em Teerã e grandes cidades. Um convênio de turismo entre Irã e Venezuela garante passagens baratas para o outro lado do mundo. Meu irmão, que mora lá (Na Venezuela, não no Irã) é que me disse.

Enquanto isso, Marcelo Fortes lê o xará do padre mais cético do mundo (Isso não existe!!), Francisco Quevedo (Sonhos). Ele diz que é literatura neobarroca, mas acho mesmo que é auto-ajuda.

Notícias do Planalto

Brasília - É Bloomsday, faz frio e o Los Angeles Lakers ganhou o campeonato. Kobe Bryant deu novo espetáculo e não vi absolutamente nada. Culpo Porto Velho (RO) e Santana do Livramento (RS) por isso, mas há coisas na vida mais importantes que basquete. Há?!

terça-feira, 2 de junho de 2009

Minguante, a missão

Boa Vista - Edgar Borges,
destemido Kariña
que escreve
crônicas da fronteira,
entrevistou Luís Ene
para o
Overmundo
a perguntar
que história
é essa
de congelamento
da Minguante.

“As grandes descobertas ocorrem quando subitamente o possível encontra o desesperadamente necessário.” (Thomas Friedman - New York Times...