sábado, 5 de abril de 2014

Brasília - Informe de um professor: a UFSC tornou-se um celeiro de neo-nazistas nos últimos anos, com ações contínuas de repressão que culminaram na batida policial de março passado. Na ocasião, estudantes foram humilhados e professores agredidos numa operação que custou R$ 4 milhões aos cofres públicos e terminou com a apreensão de dois míseros cigarros de maconha. O "investimento" em segurança pública virou lenda na UFSC, onde até hoje se comenta como o erário foi usado para apreender "os dois baseados mais caros da História": R$ 2 milhões por bituca.
Brasília - Hoje tomo assento no Grupo de Trabalho de Comunicação e Artes do Andes-SN. Entre as atribuições, pensar e elaborar novos produtos de comunicação, como uma área de submissão de documentos para as associações de docentes e uma revista leve, ágil e atraente para comunicar as ações do sindicatos. 

quinta-feira, 3 de abril de 2014

Boa Vista - Na assembleia geral de hoje à tarde, os professores da UFRR saberão que: a) o Sinasefe, que representa docentes e técnicos da Rede Federal de Educação Básica, Técnica e Tecnológica deflagra greve nacional no dia 21 de abril; b) que a Fasubra, que representa técnicos-administrativos das IFEs está em greve desde o mês passado; c) que já foram aprovados indicativos de greve em pelo menos 12 seções sindicais de docentes federais; d) que Dilma Rousseff e o Ministério da Educação não dão a mínima.

terça-feira, 1 de abril de 2014

Boa Vista - Doutor honoris causa é um título tão ou mais importante que o de doutor. É o reconhecimento da sociedade científica a quem desenvolveu ou apoiou de forma extraordinária pesquisas e outras atividades que transformaram o desenvolvimento de uma região, de uma nação, da humanidade. Transformar esta honraria em moeda política e concedê-la a pessoas envolvidas em malversação do dinheiro público atenta contra a inteligência de uma região, de uma nação. É uma vergonha para uma instituição com mais de 20 séculos de tradição. E para a humanidade.

Satanistas são clientes insatisfeitos.