terça-feira, 21 de maio de 2013

O ministro do STF, Joaquim Barbosa, em conversa com acadêmicos, disse que no Brasil há partidos políticos "de mentirinha", sem nenhuma consistência ideológica que disputam o poder pelo poder e que o Legislativo obedece prioritariamente à pauta do Executivo, votando as matérias do seu interesse.

A reação do Congresso foi imediata, mas não responde às verdades proferidas pelo ministro. O Brasil É SIM, um país sobrecarregado de partidos sem orientação político-ideológica. Por aqui, o PC do B não é comunista; o Partido Verde não é ambientalista; a Rede é evangélica e há partidos deslaicizantemente inconstitucionais como os Democrata Cristão e Social Cristão. Além disso, como pode ser aceita a existência de um partido que é, ao mesmo tempo, Social e Liberal?

Os brasileiros não votam em partidos, mas em pessoas. Não pensam ideologicamente, mas com o fígado e o cartão do Bolsa Família. Por incrível que pareça, o único partido que faz jus à sua ideologia de direita é o DEM. Provando que neste país, a coerência vem de onde menos se espera.

Satanistas são clientes insatisfeitos.