sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Verás que um filisteu não foge à luta.
Branco, gordo, religioso e não frequentou a universidade. O perfil do eleitor de Donald Trump, que comemora hoje uma nova era de incertezas, pode ser encontrado com poucas variações na França e no Brasil.

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Julian Assange tem poucas horas para fechar um acordo aceitável com os Estados Unidos antes da saída de Barack Obama. O activista não terá a mesma oportunidade após Donald Trump assumir o cargo. Obama sinalizou a possibilidade em dois gestos. Ontem comutou a pena de Chelsea Manning, a militar transsexual que divulgou 700 mil documentos secretos, presa desde 2013. Foi Manning que divulgou o vídeo do helicóptero a bombardear civis friamente no Iraque e atraiu a atenção internacional para os crimes de guerra norte-americanos. Na última entrevista como presidente, há alguns minutos, Obama defendeu o direito de expressão e a liberdade de imprensa, o que parece ser um segundo gesto em favor do acordo. Julian Assange está sitiado na embaixada do Equador em Londres desde junho de 2012. Uma pena injusta e já cumprida. 

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

No Brasil, as universidades estão repletas de núcleos de pesquisa fantasmas que consomem verbas públicas. Centros de Tautologia que aumentam a distância entre a ciência e a sociedade. É dever do cientista sério combater o parasitismo que sangra a universidade pública.

domingo, 18 de dezembro de 2016

Meu filho conta
que viu o rio Amstel
da janela do avião
anos antes da saudade
de andar à sua margem
nos tempos da
universidade

domingo, 11 de dezembro de 2016

Estalajadeiros, deixeis leitos vagos ao longo da estrada, que vem lá meu filho. Ferreiro, forjai espada do melhor aço, que a empunhará meu filho. Menestrel, cantai sagas heroicas. Despede-te, saudade mourisca. Este que chega é meu filho.
Ansiedade.

terça-feira, 6 de dezembro de 2016

Bancos determinaram que você vai arrastar a velha e enferrujada carcaça para o trabalho todos os dias até aposentar-se precariamente sem direito a remédios gratuitos ou aposentadoria integral, que são coisas de governos socialistas. Na solidão da poltrona bolorenta pousará os olhos sobre a parede suja onde está a reluzente medalha do MBL. Um fio de baba escorrer-lhe-á da boca que anda aberta mas nada fala desde o derrame cerebral. O brilho nos olhos indicará que nunca se sentiu tão certo

sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Eugenistas modernos eliminam a pobreza com superpopulação, inanição e linchamentos.

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Pró-vida não é pró-feto.
Possesso não é profeta.

domingo, 20 de novembro de 2016

Querido diário, hoje uma significativa parcela da população com muito ódio represado aprendeu a alegar censura para seus pontos de vista radicais e reclamam direito de expressão. Sem saber o que é direito ou o que é expressão. Que expressão é uma síntese e só se faz síntese após o pensamento. E que o pensamento não é instintivo, mas o final de um processo interno. A falta de abertura para o diálogo que caracteriza esse novo homos politicus é uma anomalia (ou ajuste) na matrix que destruiu o debate dos últimos 100 anos. E vejo pessoas nesta rede intimidados por amigos e parentes de discurso radical, numa tentativa de silenciar pelo grito que muitas vezes funciona. Estamos submetidos à autocensura para tentar costurar, remendar, recuperar vínculos que foram cortados por outras pessoas declaradamente contra os direitos humanos. Algo que encerra qualquer negociação. Mas tudo tem suas vantagens. Chegou o momento de reconhecer o que é recuperável e o que é irrecuperável nessa luta.  Guardemos as energias para o que tem conserto.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Pierre-Joseph Proudhon (1809 — 1865)
"Consultei os mestres da ciência, li centenas de volumes de filosofia, de direito, de economia política e de história: e queira Deus que eu tivesse vivido num século em que tanta leitura me fosse inútil! Fiz todos os esforços para obter informações exatas, comparando as doutrinas, opondo às objeções as respostas, fazendo sem cessar equações e reduções de argumentos, pesando os milhares de silogismos à luz da lógica mais escrupulosa. Neste penoso caminho, reuni vários fatos interessantes, de que darei conhecimento a meus amigos e ao público assim que tiver tempo. Mas, é preciso que eu o diga, primeiramente julguei reconhecer que nós jamais compreendemos o sentido destas palavras tão vulgares e tão sagradas: justiça, igualdade, liberdade; que sobre cada uma destas coisas nossas ideias eram profundamente obscuras; e que enfim esta ignorância era a única causa do pauperismo que nos devora e de todas as calamidades que afligiram a espécie humana." (Pierre-Joseph Proudhon escreveu isso há duzentos anos, talvez a imaginar que a mensagem fosse compreendida no futuro. O que não imaginava era a inutilidade da leitura no século 21. Perdeu, Proudhon. Perdeu.)

domingo, 13 de novembro de 2016

O cinema da minha infância ficava a três quadras de casa. Aos 9, 10 anos, já ia sozinho ver filmes dos Trapalhões. Ali descobri George Lucas e Steven Spielberg e mais tarde Stanley Kubrick. Tinha poltronas vermelhas e música de abertura antes de cada sessão. Um dia foi comprado pela IURD e transformado em templo para o culto a outras fantasias. A seita cristã fechou um número incalculável de cinemas e casas de espetáculo no Brasil e em outros países, inclusive o Marquee (Londres), onde tocaram Jimi Hendrix e Bob Dylan. Esta semana, um movimento contrário começou no Algarve, onde igrejas centenárias exibirão clássicos do cinema. O primeiro filme é Aurora, de Friederich Murnau, considerado a maior obra-prima do cinema por um certo François Truffaut. 
Protestos contra a eleição de Donald Trump já renderam centenas de feridos e dezenas de prisões nos Estados Unidos. Para tranquilizar a nação, ele concedeu entrevista ao programa 60 Minutes e disse o que vai fazer: expulsar 3 milhões de imigrantes ilegais.

sábado, 12 de novembro de 2016

O cinema da minha infância tinha poltronas vermelhas, música de abertura e ficava a três quadras de casa, para onde ia sozinho aos 9, 10 anos, ver filmes dos Trapalhões, George Lucas, Steven Spielberg e mais tarde Stanley Kubrick. Um dia foi comprado pela IURD e transformado em templo para culto de outras fantasias. A seita cristã fechou um número incalculável de cinemas e casas de espetáculo no Brasil e em outros países, inclusive o Marquee (Londres), onde tocaram Hendrix e Dylan. Esta semana, um movimento contrário e católico começou no Algarve, onde igrejas centenárias exibirão clássicos do cinema. O primeiro filme é Aurora, de F. W. Murnau, considerado obra-prima por um certo François Truffaut.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

I've seen the nations rise and fall
I've heard their stories, heard them all
but love's the only engine of survival
(Leonard Cohen, 1934-2016)

quarta-feira, 9 de novembro de 2016

O time chama-se Canelas. Um nome pouco atraente para os adversários inscritos na série D do campeonato português. Nos últimos dias, 12 times da Associação de Futebol do Porto recusaram-se a enfrentar o Canelas. Vão arcar com derrota por não-comparecimento e multa de 750 euros por jogo. Motivo: o Canelas é bruto; seus jogadores e diretoria são violentos, aéticos e ameaçadores. Os times Oliveira do Douro e Varzim B só não anunciaram a decisão oficialmente porque a pena é cair de divisão. Ao saber do boicote, Bruno Canastro, o dirigente do Canelas, declarou estar "estupefacto" e com "um brutal sentimento de injustiça". Hoje, durante a madrugada, duas carrinhas (vans) do Pedrouços Atlético Club foram queimadas. Ninguém sabe, ninguém viu. O Canelas lidera o campeonato com seis vitórias e um empate.
Us and them, and after all we're only ordinary man. Uma oposição perigosa, mesmo. Observamos o radicalismo ampliar-se do outro lado e não cuidamos do nosso. Acho que esquecemos o perigo da polarização. Tivemos conquistas que não soubemos valorizar. Procuro pensar, talvez por preguiça de especificar, que o problema é global (ocidental), como um rastilho de pólvora que se espalha depois de épocas de abundância, quando arte e academia apontam caminhos novos e "desestabilizadores". O direitismo que afeta Brasil, Argentina e Estados Unidos, logo vai chegar à Venezuela. E depois UE. A idade faz-nos perceber esses devires, assim como sua superação. Tristemente, as ferramentas de comunicação serviram para o contrário do esperado. Sonhávamos com electronic frontier e herdamos a teletela de Orwell. Ou perdemos a fé cedo demais nas conquistas que tivemos desde os 60s ou colaboramos com a virada fascista. Ou as duas coisas. O exame de consciência é válido.
    O time chama-se Canelas. Um nome pouco atraente para os adversários inscritos na série D do campeonato português. Nos últimos dias, 12 times da Associação de Futebol do Porto recusaram-se a enfrentar o Canelas. Vão arcar com derrota por não-comparecimento e multa de 750 euros por jogo. Motivo: o Canelas é bruto; seus jogadores e diretoria são violentos, aéticos e ameaçadores. Os times Oliveira do Douro e Varzim B só não anunciaram a decisão oficialmente porque a pena é cair de divisão. Ao saber do boicote, Bruno Canastro, o dirigente do Canelas, declarou estar "estupefacto" e com "um brutal sentimento de injustiça". Hoje, durante a madrugada, duas carrinhas (vans) do Pedrouços Atlético Club foram queimadas. Ninguém sabe, ninguém viu. O Canelas lidera o campeonato com seis vitórias e um empate

sexta-feira, 4 de novembro de 2016

amuo e me queixo
amo-o ou deixo-o?
Chuva e Schubert
Sob um céu de chumbo
Monchique some 
A saudade de um país 
Que aos poucos me abandona  
(Adagio de Albinoni?)
É bem menor que o Sol
Que não tarda a chegar 

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Todos os seus psiquiatras de dois bits estão lhe dando eletrochoque
Dizem que vão te deixar viver em casa, com mamãe e papai
Em vez de uma instituição psiquiátrica
Mas cada vez que você tentou ler um livro
Não conseguiu chegar à página 17
Porque você esqueceu onde estava
Então você não podia nem mesmo ler
Você não sabe? Eles vão matar seus filhos.
Você não sabe? Eles vão matar, matar seus filhos.
Eles vão matar, matar seus filhos.
A menos que eles corram, corram, corram, corram, corram para longe.
(Kill your sons - Lou Reed)

Brazyl

amo-o e me queixo
amuo ou deixo-o?

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Pink Floyd - Pigs


Grande homem, porco homem, ha ha, que falso você é
Seu magnata próspero, ha ha, que falso você é
E quando sua mão está sobre o seu coração
Você é quase uma boa risada, quase um piadista
Com sua cabeça enfiada no chiqueiro
Dizendo "continue cavando"Há uma mancha de porco em seu queixo gordoO que você espera encontrar na sua mina de porco?Você é quase uma risada...Você é quase uma risada...Mas você é mesmo um lamento.

()

CPLP

Acordos importantes nas áreas de cooperação técnico-científica (energias renováveis, oceanografia, aeronáutica) foram celebrados entre Brasil e Portugal na cimeira dos países de língua portuguesa. Hoje a imprensa perguntou a António Costa quem havia sido eleito presidente da CPLP. O primeiro-ministro respondeu que fora Temer.

O Rio de Janeiro

“O que o povo do Rio determinou é que as pessoas são contra a liberação das drogas, a legalização do aborto e a discussão de ideologia de gênero nas escolas."
(Marcelo Crivella, pastor da igreja Universal do Reino de Deus e prefeito eleito do Rio de Janeiro)

Gladiadores do Altar

Maçons e demolays são coisa do passado. Os novos templários, formados pela Igreja Universal do Reino de Deus para combater gays, ateus e comunistas atendem por Gladiadores do Altar. Soube recentemente de sua existência, mas na Itália são conhecidos há mais de um ano. Bem-vindos ao Brasil do Século 21.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

"Que a Polícia Militar utilize meios de restrição à habitabilidade do imóvel, tal como corte do fornecimento de água; energia e gás. Da mesma forma, autorizo que restrinja o acesso de terceiros, em especial parentes e conhecidos dos ocupantes, até que a ordem seja cumprida. Autorizo também que impeça a entrada de alimentos. Autorizo, ainda, o uso de instrumentos sonoros contínuos, direcionados ao local da ocupação, para impedir o período de sono."
(Juiz José Alex de Oliveira, da Vara de Infância e Juventude. Ordem judicial de desocupação do Centro de Ensino Asa Branca de Taguatinga, em Brasília.)

domingo, 30 de outubro de 2016

Pink Foyd - In The Flesh

Há algum veado aqui esta noite?
Ponham-no contra o muro!
Lá está um, no holofote, isso não me parece certo!
Ponham-nos contra o muro!
Aquele parece ser judeu! 
E aquele é um preto!!
Quem deixou toda essa escória entrar?
Tem um fumando maconha!
E outro com espinhas!
Se fosse à minha maneira...
Eu fuzilaria todos vocês!!

()