quinta-feira, 17 de março de 2011


James Harden, do Oklahoma Thunders, tinha visual black exploitation. Agora ostenta corte moicano. Mas manteve a barba à Kyp Malone.

domingo, 6 de março de 2011

sexta-feira, 4 de março de 2011

A Rede

Lethem - Com pes rachados, sandalias de dedo e bone, um indio de meia-idade acessa o Facebook ao meu lado.

Lethem music play

Lethem - Veus, saris, cores e musica pop indiana a todo volume nas lojas do pequeno centro comercial de Lethem. A cidade que ate recentemente era um povoado desorganizado e sem infraestrutura urbana comeca a ganhar ruas pavimentadas e uma especie de plano diretor.

No cruzamento da Takutu Road com a 3rd Street, vejo uma mulher muculmana conversando com uma indiana. O que nao seria possivel na Cashemira, aqui e normal. Assim como a animada reuniao de indios, africanos e indianos no Forest Dragon, um dos muitos restaurantes chineses de Lethem.

Negocio da China da Guiana

Lethem - Os chineses comecam a invadir a fronteira da Guiana com o Brasil, o que nao eh nenhuma surpresa. A maior economia nao cresce apena pelas exportacoes, mas pela renda gerada em diversas partes do mundo por chineses expatriados, que lentamente assumem o lugar dos arabes no comercio de miudezas a precos convidativos. A area da rua 25 de marco em Sao Paulo, passa por este tipo de dominacao. Santa Elena de Uiren, na Venezuela, ja sente os efeitos.

Em Lethem, sao lojas e supermercados de chineses que vendem produtos chineses, roupas paquistanesas e castanha do caju de Mossoro (RN) para guianenses de origem africana, indigena, indiana e para brasileiros. As ruas de Lethem sao repletas de guianenses que dominam o portugues. Enquanto isso, chineses que mal falam o ingles, negociam quinquilharias neste ponto perdido do planeta.

Aqui, na sala de internet do Hotel Takutu, onde tomo cerveja do Suriname, encontro uma conexao muito mais veloz que a frustrante rede oferecida pelo Telecentro do Terminal Rodoviario do Caimbeh, de onde saih ateh este ponto de anglofilia para atualizar o bom e velho e-pistolas em seu decimo ano na world wide web.

Satanistas são clientes insatisfeitos.