Mostrando postagens com marcador audiovisual. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador audiovisual. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Expocom

Porto Velho - Desde 2008 coordeno a Exposição de Projetos Experimentais em Comunicação (Expocom Norte), atividade que terei nos próximos dois anos em outras capitais amazônicas.

A Expocom é uma mostra de trabalhos de alunos de graduação de todas as áreas da Comunicação (Jornalismo, Audiovisual, Relações Públicas, Publicidade, Áreas emergentes). É o momento em que se descobre talentos nos campos das ciências e das artes.

Filmes experimentais, documentários, campanhas publicitárias, conscientização ambiental, revistas, mostras fotográficas, jornais-laboratório, programas de rádio, design de embalagens e uma miríade de outras produções podem ser vistas na exposição, que acontece na tarde de amanhã (18) e na manhã de sexta-feira (19) em Porto Velho.

É na Expocom que são revelados talentos acadêmicos e artísticos. Dali podem sair professores, pesquisadores, cineastas e o escambau. Porque o escambau, sabemos bem, está em toda parte.

quinta-feira, 21 de junho de 2007

Mídia e poder

Belém - Na mesa sobre Comunicação e práticas sociais não-hegemônicas, o radialista Antônio Carlos, da Associação Brasileira de Rádios Comunitárias, alerta para o lobo em pele de cordeiro que são as "rádios proprietárias", embustes políticos outorgados pela União que nada têm de popular a não ser a busca pelo voto. Ainda bem que no resto da Amazônia não é assim...

Importantíssimo o trabalho desenvolvido pela Cepepo, ONG coordenada pela jornalista Ilma Bittencourt, que leva oficinas audiovisuais a adolescentes em situação de risco na periferia de Belém. A sede da Cepepo fica no Guamá, bairro paupérrimo que concentra altos índices de criminalidade. Hoje há sete jovens cursando jornalismo graças ao empenho da ONG. Dez estudam no nível médio e querem seguir carreira na produção audiovisual. Dois preferem engenharia. Cinco ainda estão em situação de risco. Quer ajudar? Clique aqui.

É no Guamá, a propósito, que está localizado o principal campus da Universidade Federal do Pará. Infelizmente, numa inexplicável contramão-histórica, a região do entorno da universidade não experimenta crescimento em índices básicos de saneamento, educação e infraestrutura. Como explicar isso? O ensino superior precisa contaminar com conhecimento e cidadania tudo o que está ao seu redor. Ou isso ou não há razão de ser.

“As grandes descobertas ocorrem quando subitamente o possível encontra o desesperadamente necessário.” (Thomas Friedman - New York Times...