domingo, 30 de novembro de 2014

As Luzes

Bruxelas - A Grand Place iluminada com as luzes de Natal. Um espetaculo de luzes e som inesquecivel. 
Existem cidades belas em todo o mundo. 
Mas Bruxelas exagerou. 
Um païs socialista.

domingo, 23 de novembro de 2014

Puerto Evo Morales


Puerto Evo Morales O sol se põe em um lugar na Amazônia boliviana esquecido por Deus, mas não pelo presidente indígena mais popular do continente. Originalmente constituída como Puerto Montevideo, a pequena vila foi totalmente destruída num incêndio em 1997 e depois reerguida pela Defesa Civil, num trabalho coordenado pessoalmente por Evo Morales. Os moradores, agradecidos, rebatizaram a nova cidade - uma corrutela de ruas de barro umedecidas pela chuva constante - com o nome do presidente.Separada de Plácido de Castro (AC) por uma frágil ponte de madeira sobre o rio Abunã que se atravessa em 20 passos, oferece roupas e eletrônicos, mas os preços estão caros graças à queda do Real (a moeda circulante) diante do Dólar.
A flutuação do câmbio afugentou turistas e sacoleiros, mas Morales já tem um plano para revolucionar o pequeno distrito da Província de Cochabamba. No ano que vem, funda uma escola de Medicina e Odontologia com mensalidades entre 500 e 700 reais. Nada mal para os acreanos de Rio Branco, que pagam R$ 8 mil todos os meses para adquirir o diploma de médico no único curso particular do Estado
.

sexta-feira, 21 de novembro de 2014

Sobre educação, bárbaros e intelectuais suicidas

Rio Branco - No dia 18 de outubro deste ano a técnica de laboratório Célia Regina Leal Bezerra desistiu da vida. Há 14 anos ela lutava judicialmente contra a Universidade de São Paulo, numa ação de assédio moral que teve origem 20 anos antes, assim que ela entrou na USP. 

Ativista dos direitos humanos, Regina Célia estudava Direito e foi a primeira a ganhar um processo desse tipo, em agosto de 2011, mesmo ano em que Antonio Calvo, professor de língua espanhola na Universidade de Princeton, se matou. Depois de passar por uma Avaliação Institucional em que professores e alunos lhe deram notas mínimas, foi demitido. Três dias depois, cometeu suicídio.

Três outubros antes de Regina Célia, o professor Sandro Costa e Silva saltou do 11o andar de um prédio da Universidade Federal do ABC. Em seu blog, a última postagem: 
"É hora de fechar este blog: eu não sei mais escrever. Ontem cheguei ao fundo do poço. No começo do dia encarei o abismo por longos minutos, decidindo se dava um passo à frente ou não, depois vaguei o dia todo a pé sem rumo, sem lugar para ir e sem praticamente falar com qualquer pessoa, só para terminar o dia muito cansado."
Os bastidores das universidades brasileiras são sórdidos. Professores produtivos são perseguidos e não recebem apoio para seu trabalho. Núcleos de pesquisa que não pesquisam e cargos são negociados em troca de apoio político. Alunos bolsistas são usados como massa de manobra, delatores, espiões. 

No último 18 de outubro, depois de uma reunião na reitoria em que soube que mais uma vez a universidade recorreria da sentença, Regina foi até o laboratório e ingeriu uma dose mortal de arsênico. Quem assistiu ao filme Rainha Margot sabe como essa substância causa morte dolorosa, por forte hemorragia. A Associação dos Servidores da USP escreveu sobre o caso e deu nome aos bois. 

Visitei o Facebook de Regina Célia e vi que temos dois amigos em comum. Ambos professores, combativos, ativistas, gente que não se curva aos desmandos dos que desmantelam o ensino público. A resistência a esse modelo perverso não recua. 

As mortes de professores são o atestado de que a universidade pública fom oi inicialmente contaminada, invadida, dominada pela barbárie. E intelectuais não sabem lidar cm bem os bárbaros. Acreditam nas diferenças e no diálogo. Não na clava e no apedrejamento. 

A última publicação de Regina Célia foi quatro dias antes de sua morte. Era um convite. Aqui está republicado o cartaz que não precisa de comentários.
“Todos conhecem a verdade das práticas científicas
e todos continuam a fingir não saber e a acreditar que isso
se passa de outro modo” (Pierre Bourdieu, 2004)

sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Audiência

Hoje alguém leu este blog na Indonésia. Foi o leitor 92.815 em 12 anos de e-pístolas.
Provavelmente não sou nenhum sucesso de público. E fico curioso sobre que tema pode ter atraído os 413 acessos da Alemanha; os 113 da Holanda e os 4.269 dos Estados Unidos.

segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Família?

Uma enquete pública na Câmara Federal quer estabelecer o conceito nuclear de família como o único aceitável no Brasil. Como não é possível discutir o conceito de família na contemporaneidade com esses retrógrados sem projetos, simplesmente vote NÃO. Famílias são compostas de diversas formas: mães solteiras; pais solteiros; dois pais; duas mães... Há famílias formadas por pais e mães que se casam e reúnem todos os filhos com o nascimento de um irmãozinho e assim por diante. Vote contra. Neste momento, o NÃO vence com 51.09 % (1.733.507 votos). O SIM perde com 48.6 % (1.648.782 votos).  VOTO NÃO!

sábado, 1 de novembro de 2014

Amsterdam - Um lugar onde as pessoas nao se preocupam com maquiagem, chapinha, carroes e aparencias. Em que se anda de madrugada sem medo. Em que todas as tribos sao aceitas sem preconceito. A cidade mais cosmopolita do mundo eh uma licao para certas provincias.

Dia da Europa. Uma embarcação com 400 pessoas, refugiados sírios, tenta chegar à costa italiana. A gravação com vozes desesperadas, via rá...