Mostrando postagens com marcador animais. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador animais. Mostrar todas as postagens

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

O cavalo mais bonito do mundo



Curioso com a imagem, busco informações sobre o cavalo mais bonito do mundo de 2013 e descubro uma história de glória e tristeza. Ele pertence a Kurbanguly Berdimuhamedow, presidente do Turcomenistão, e é um dos pouco mais de 3,5 mil cavalos Akhal Teke vivos: a raça está em risco de extinção. Criadores ao redor do mundo reproduzem-no para salvar a espécie. Kurbanguly Berdymukhamedow é dentista, doutor em Ciências Médicas, foi ministro da Saúde e coleciona cavalos. Eleito presidente em 2006, foi reeleito em 2012 com 97 por cento dos votos. Se isso parece pouco democrático, convém lembrar que o antecessor, Saparmurat Niyazov, passou 20 anos no poder e chegou a mudar os nomes dos dias da semana e dos meses do ano para homenagear poetas, militares e a própria mãe. Mudou o Juramento de Hipócrates para um juramento a si mesmo. Cancelou 10 mil aposentadorias durante crise econômica. Concursos de música e dança eram promovidos em sua homenagem cada vez que visitava as aldeias do interior do país. Proibiu ópera, balé e circo. Desviou 3 bilhões de dólares para contas no exterior e morreu no poder, mas sua cara ainda estampa cédulas de Manat, a moeda local.

O presidente atual desfez a maioria das excentricidades do ditador e goza de prestígio popular. Apesar de reduzir o culto à personalidade, ainda mantém características pouco ocidentais no trato democrático.

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Perder ovelhas é a maior tristeza do manipulador. Perder terreno, a do opressor. Já o mitômano, acuado no topo das mentiras que constituem sua trajetória, teme perder a credibilidade que nunca teve. A mentira tem pernas curtas. E uma barriga enorme.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

Cérberos

Brasília - Vejo cães assassinos no Repórter Record. Pit bulls usados em rinhas e para atacar humanos. Pessoas morrem todos os anos pelos ataques. Já houve projeto no Senado propondo a castração dessas feras, mas nada foi feito.

Transformados em máquinas de matar por humanos irracionais - que acham natural estraçalhar seres humanos para proteger bens materiais - não podem mais ser aceitos. Já fui atacado por uma dessas feras. A dor foi indescritível, a recuperação complicada e carrego as cicatrizes.

Que a raça pit bull seja castrada e eliminada do Brasil. Que os donos de cães assassinos sejam encarcerados. E não perca seu tempo escrevendo comentários favoráveis às feras no meu espaço pessoal no Facebook, porque serão apagados. Minha democracia não contempla sociopatas.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Li A Vida dos Animais, de J. M. Coetzee

Boa Vista - Gosto de gente como Coetzee, porque que não dá a mínima para o leitor médio. Idem. Nesta novela da vida real - ou da vida dos animais, estes "outros" - pouco importa se o que lemos é metaficção ou metarealidade. Já não o sabemos e isso não importa mais. 


Consideremos este um romance acadêmico, a propósito de imprimir um rótulo fácil e digerível. Entretanto, é acima de tudo um idílio com a imaginação e direitos que só consideramos humanos e que, definitivamente, não comoverá a maioria.  


Livro: A vida dos animais
Autor: J. M. Coetzee
Editora: Companhia das Letras
Preço: R$ 27,90

Satanistas são clientes insatisfeitos.